Menu










Conto de Natal (Diana Balis)
19Nov2012 13:35:56
Publicado por: (......)

 Conto de Natal (Diana Balis)

 

A neve cai do lado de fora em minha casa em Boston, uma menina na janela deve saber esquiar.  Porém também deve saber dos perigos que a neve causa ao ser acumulada na porta de casa.  

Principalmente na véspera de Natal, aonde todos os familiares se reunirão.  Virão de todos os lugares para a sua casa.  Este ano de 2012, vão comemorar o Natal de maneira bem animada e diferente, com solidariedade e o espírito familiar.

 

-Julia! Saia da janela e venha ajudar nos preparativos da festa.

-Sim mamãe! Estou indo (E lá se vão com ela também os pensamentos).

Tirar o gelo da porta é um pouco de liberdade também.  Principalmente quando tenho tempo para fazer com o Gary um lindo boneco de neve.

A vida é simples se colhemos dela certo bom humor, com grandes pensamentos.

_Sabe George, acho que a Julia sonha muito, você se preocupa com isso? 

_Não querida, por que quando eu era bem pequeno, criamos uma casa na árvore no quintal e no final das contas, as florestas de Conecction, fizeram de nosso lar, um lindo Castelo de conto de fadas, onde tínhamos princesas, heróis e cavalheiros andantes e mutantes.

_Nossa! Herold, eu sempre fui mesmo a mais realista e racional dessa casa. Ela puxou a você.

Enquanto os quitutes eram preparados, comecei a colocar os presentes na árvore que esse ano estava especial, mamãe pegou um lindo pinheiro com o papai, é tudo bem exagerado, como papai mesmo disse.

Mas esses presentes estão tão bem embrulhados, mas são tão leves?

O que será que o papai aprontou dessa vez? Papai sempre nos surpreende com suas idéias mágicas, esse ano aposto que ele vem com manual. Haha! (Rindo sozinha).

Uma música bem diferente vem da casa de Ingrid e Charles...

_Mãe! Posso ir lá, na casa da Ingrid?

_Já acabou de colocar tudo na árvore?

_Sim, já.

_Pode ir, mas volte antes que escureça.

_Sim, pode deixar.

_Ola, amiga, boa tarde, tudo bem com os preparativos Natalinos?

_Vi que já fez outro boneco de neve Julia, você não se cansa?

_Não, adoro.  Alias, meu irmão sempre se diverte muito com tudo isso.

_Ingrid, escutei uma música tão linda e diferente de onde é?

_É do Brasil.

_Nossa! Que legal? E que ritmo é esse?

_Samba.

_Haha, samba? Isso é interessante, vamos tentar tocar e representar, como será que eles dançam?

_Nossa, será que até no Natal os brasileiros sambam?

_Bem, festa é festa, né?

 _E se eles gostam de dançar, e fazem isso muito bem!

_Bem, eu gosto de imaginar, como seria eu no Natal, no Brasil?

_Amiga, lá vai você e suas histórias inventadas.

Os meninos e meninas que moram em casas no alto morro, construiram um teleférico no Rio de Janeiro, no Complexo do Alemão, porque será que chama Alemão se é no Brasil?

_HAH! Você como sabe disso tudo?

_Eu agora tenho uma amiga brasileira. Ela mora no Rio de Janeiro,

_No Morro do Alemão?

_Não, mas ela já foi lá para conhecer, e me contou tudo.  Ela fez turismo e por isso precisa viver o Brasil, antes de viver o mundo, hahaahaha!!

_Você inventa essas coisas todas Julia, mas eu gosto disso.

_Não Ingrid, dessa vez é tudo verdade, minha amiga virtual estudou na faculdade. Quer vir um dia a Boston.

_Caramba, você está ficando mesmo muito internacional.

_Bem, se eu passar na faculdade, quero mesmo fazer carreira na Unesco.  E ajudar os outros com minha imaginação e talento para correr riscos...

_Olhe, essas coisas são influencia de sua Tia Lourdes ela vem para o Natal?

_Não poderá vir.  Esse ano ela está com muitos problemas na Europa.

_Pena, ela e você tem muito em comum.

_Verdade, concordo.

_Vou te contar uma coisa sobre essa música que gostou.

_Dizem que muitas crianças no mundo, nem sabem mesmo o significado do Natal. Vêem, escutam, nem compreendem, todos ficam felizes, sorriem, compram presentes, enquanto eles tem fome amiga, sonhar com o que?

_Amiga, isso é tão triste!  Como poderemos ajudar essas pessoas no Mundo?

_Bem, considerando a época que é muito propícia para ações de solidariedade em todo o Mundo; agora com a internet é fácil fazermos ações integradas para pedirmos, impormos, assinarmos manifestos em conjuntos. E tomarmos atitudes em prol da vida do planeta Terra que é o nosso real Espaço.

_As vezes é tão difícil pensarmos nos outros, quando isso acontecer, acho que se nos colocarmos no lugar do outro, amiga, já é um bom caminho para tentarmos entender o mundo, e o que acontece do outro lado de nossa janela.

_Verdade.

_Bem, vamos dançar?

_Sim, vamos nos alegrar.  Porém, antes vou fazer uma coisa.

_O que?

_Vou escrever um pedido e colocar na árvore de Natal.

_Ok, eu também farei o mesmo.

_O que vai pedir?

_Solidariedade e você?

_Compaixão!

_E que nossos pedidos sejam atendidos!

_Feliz Natal para você amiga, mamãe pediu para eu chegar antes do anoitecer e está esfriando hoje.

_Feliz Natal amiga, depois trocaremos nossos presentes.

_E que tal darmos presentes, a algum local do Brasil, como lembrança dessa nossa conversa?

_Bem, podemos desencadear uma campanha sobre isso, o que acha?

_Isso, gostei.

_Até mais amiga, falaremos sobre isso sim.

(E no Espírito de Natal, nasce mais uma ajuda de um acordo entre amigas, a relação com o Mundo em que vivemos é ampla.  Depende de um gesto ou vários gestos. Pensarmos no outro de alguma forma, e tomarmos alguma atitude.  Uma frase, uma assinatura, um poema, um manifesto social, tudo isso faz a diferença. E ninguém está livre de catástrofes.  O Mundo é solidário, esse é o mundo em que eu acredito.  Vivemos num mesmo planeta, e estamos aqui para sermos felizes).

Desejo a todo um bom e Feliz Natal solidário. 

Diana Balis, Rio de Janeiro, 19 de novembro de 2012.

FIM

 

 

 

 

 

 



Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.